Transtorno Bipolar

Compartilhe

Share on twitter
Share on facebook
Share on linkedin

O transtorno afetivo bipolar é uma doença caracterizada por episódios repetidos de mania e depressão. Uma pessoa com transtorno bipolar está sujeita a episódios de extrema alegria, euforia e humor excessivamente elevado (hipomania ou mania) e também a episódios de tristeza excessiva e falta de prazer/vontade (depressão). Entre os episódios, é comum que passe por períodos de normalidade, sem nenhum sintoma.

Deve-se ter em conta que este distúrbio não consiste apenas de meros “altos e baixos”. A intensidade e duração dos episódios variam, com características bastante heterogêneas. A doença se manifesta principalmente em adultos (25 a 30 anos).

SINTOMAS

Fase de depressão: o individuo se sente abatido, quieto e triste. Pode dormir muito ou ter insônia, cansaço em tarefas simples e  baixa auto-estima. Demonstra pouco interesse pelos acontecimentos e pode se isolar da família e amigos. Queixas físicas como cefaléia e dores musculares são frequentes. Pode haver nesta fase pensamentos suicidas, e dependendo da gravidade levar a uma tentativa de suicídio.

Fase de mania: o humor está elevado, com uma alegria contagiante ou irritação excessiva, elevação da auto-estima,  manifestação delirante de grandeza considerando-se uma pessoa especial. Aumento da atividade motora e diminuição da necessidade de sono são frequentes. O paciente apresenta uma forte pressão para falar, as idéias correm rapidamente. Pode ocorrer perda da crítica a respeito de sua própria condição, tornando-se uma pessoa socialmente inadequada, além de sintomas psicóticos em quadros mais graves (alucinações, delírios).

TRATAMENTO

Com o uso de medicamentos e apoio psicológico, é possível a estabilização do quadro. O tratamento exige acompanhamento médico profissional, o comprometimento do paciente e o uso regular dos medicamentos adequados.